Açores

Filete de Atum em Azeite Biológico Santa Catarina | 250 g

5,37

Herdeira da antiga tradição conserveira da ilha de São Jorge, a fábrica Santa Catarina leva até à sua mesa o melhor atum preparado segundo os métodos artesanais usados pelos antigos mestres conserveiros.

A conserva Santa Catarina é feita com atum pescado através do método salto e vara (pesca artesanal com cana), um método que seleciona os melhores espécimes, salvaguardando a preservação da espécie e respeitando o ecossistema marinho, protegendo os golfinhos, o que lhe valeu por parte da organização não governamental Earth Island Institute as certificações “Dolphin Safe” e “Friend of the sea”, sendo a primeira pesca do atum no mundo a obter estes galardões; um verdadeiro exemplo de sustentabilidade.

De grande qualidade e sabor a mar, assim se apresenta este delicioso atum em azeite biológico.

Medalha de Ouro

Concurso Nacional de Conservas de Pescado 2015

Em stock

REF: 1201100640355 Categorias: ,

Descrição

Ingredientes:

Atum, azeite virgem extra (33,5%) e Sal. Azeite de origem biológica.

Informação Nutricional:

Informação nutricional por 100g: Energia 661,0 kJ/158,0 kcal, Lípidos 4,9g, dos quais saturados 0,97g, hidratos de carbono <1,0g, dos quais açucares <0,5g, fibras alimentares <0,5g, proteínas, 28,4g, sal 1,5g.

Alergénios:

Contém peixe

Conservação/utilização/modo de emprego:

Armazenar à temperatura ambiente. Consumir no dia da abertura.

Informação Adicional:

Pesca “Salto e Vara”

Pioneiros no respeito pelo mar e pelo ambiente.

A classificação “Dolphin Safe” e “Friend of the sea

Como valorização e reconhecimento ecológico, a pesca do atum nos Açores, conhecida como  “Salto e Vara”, é certificada desde 1998 pela organização não governamental Earth Island Institute como sendo “Dolphin Safe”, devido às suas caraterísticas pouco predadoras, e desde 2001 como “Friend of the sea”, sendo a primeira pesca do atum no mundo a ser galardoada com este tipo de certificação.

Pesca “Salto e Vara”, um modelo sustentável.

Visto ser um método artesanal, a pesca “Salto e Vara” requer toda a experiência dos pescadores da ilha de São Jorge.

Começam por detetar a presença do atum através de binóculos. Aí, aproximam-se, desligam os motores e ligam os chuveiros que, simulando a fuga dos pequenos peixes de que se alimentam os atuns, escondem os pescadores do seu campo de visão.

De seguida, lançam o isco ao mar de modo a atrair o cardume e dar início à atividades piscatória. É um exemplo que permite aos pescadores capturarem apenas o peixe necessário sem pôr em risco outras espécies ou peixes mais pequenos. Ao contrário do que acontece na pesca de arrastão praticada pelas grandes frotas comerciais, as centenárias artes de pesca “Salto e Vara” praticadas pelos atuneiros da Região são considerados amigas do ambiente, por permitirem ao pescador selecionar o peixe e não apresentarem capturas acessórias.

Informação adicional

Peso 0,25 kg
Dimensões (C x L x A) 15 × 7 × 15 cm
Peso

250g