Tondela

Assadeira Quadrada em Barro Negro Molelos | Média

39,85

Artigo de Alta Qualidade | Feito à Mão  | Cozedura em Forno a Lenha

Produto Artesanal de Qualidade Certificada pela A.CERTIFICA

Em stock

REF: 1102201711491 Categorias: , ,

Descrição

Barro Negro de Molelos

Arte representativa da Freguesia, os Barros Negros de Molelos marcam presença pela inovação e perfeição no acabamento.

A totalidade negra, característica da sua cozedura, aliada a padrões estéticos inovadores e criativos, fazem desta arte a principal promoção turística e cultural do Concelho de Tondela.

Molelos, freguesia do Concelho de Tondela, é desde épocas remotas, um importante centro produtor de artefactos de barro negro. As argilas de excelente plasticidade de Molelos (Carvalheira) e de Casal do Rei (freguesia de Canas de Santa Maria) levaram ao desenvolvimento de um tradicional artesanato rural, que se tornou uma notável escola para muitas gerações. Desde o século XVI que se compravam nos documentos a existência de oleiros na freguesia, assim como referência à produção de “telha ou tijolo e outra obra e louça de barro”

Com o passar  dos séculos revelou-se uma indústria caseira muito  profícua, quer na produção e número de artesãos. Presentemente tem resistido com tenacidade à  modernidade da vida quotidiana, aliando tradição e modernidade.

As produções de barro de Molelos não vivem só por si, mas também  pelo contexto de onde provêm e pela função que possam ter desempenhado. O barro negro de Molelos consagrou-se através da sua função utilitária no quotidiano das populações. Utilizadas para conservar cereais, azeite, para levar ao fogo e cozinhar alimentos, para armazenar líquidos como água e vinho, ou ainda serem servidas à mesa, a louça preta manteve, ao longo dos tempos, o seu papel imprescindível no dia a dia das populações.

Tradicionalmente a loiça era cozida em SOENGA, processo de cozer cerâmica numa cova, pouco profunda, cavada no solo. Em Molelos, a cozedura de tipo redutor (através da obstrução completa de oxigénio do “forno em fim de cozedura) origina uma loiça completamente negra e parcialmente impermeabilizada.

Esta arte tradicional ganhou novos contornos com o surgimento de jovens oleiros, criativos, determinados  em contribuir para não deixar morrer a arte, procurando novas abordagens sofisticação de padrões estéticos, estilização de tipologias, com novos usos e produção diversificada.

Informação adicional

Peso 3,776 kg
Dimensões (C x L x A) 35,5 × 32 × 8,5 cm